Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu
Araxá registra caso suspeito de contaminação por cerveja
14/01/2020, às 11:51:21

A Secretaria Municipal de Saúde notificou um caso suspeito de contaminação de uma pessoa que comprou em Araxá a cerveja Belorizontina, da Backer, de um dos lotes adulterados com substâncias tóxicas. A Vigilância Sanitária da cidade está visitando todos os estabelecimentos comerciais para recolher as bebidas produzidas pela Backer, desde outubro passado. A Prefeitura de Araxá não emitiu nota oficial sobre a questão, mas está informando a órgãos de comunicação que o caso foi notificado e aguarda o resultado do exame para confirmação ou não da suspeita pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Extraoficialmente, a informação é a de que já passa bem a pessoa que teria comprado e ingerido a bebida proveniente de um dos lotes contaminados por substâncias tóxicas.



Suspensão - O governo de Minas Gerais suspendeu a venda de todos os rótulos de bebidas produzidas pela Backer, uma cervejaria artesanal situada em Belo Horizonte. A decisão do Ministério da Agricultura veio após a perícia da Polícia Civil (PC) apontar a contaminação de novo lote de bebidas produzidas pela empresa, pertencente à mesma linha de produção da cerveja Belorizontina, porém envasado em garrafas da Capixaba, comercializada no Espírito Santo (ES). O número de vítimas pode ser maior, porque a PC monitora outros casos registrados no Estado. A chamada Síndrome Nefroneural já foi relatada em 17 pessoas em Minas Gerais, casos provavelmente relacionados ao consumo de lotes da cerveja Belorizontina. Os principais sintomas da síndrome são falência renal, náuseas e dores abdominais.
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Comunicação e Tecnologia