Logo
Araxá / MG - , -
Clarim no WhatsApp (34) 98893-8381
Menu

Digite pelo menos 2 caracteres!
Integrantes de quadrilha especializada em furtos e roubos em fazendas são presos
28/07/2021, às 13:00:58
pc

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) desencadeou a operação Colheita Maldita para prender integrantes de organização criminosa especializada em furtos e roubos em fazendas que foram identificados até momento. Os bandidos especialmente visavam tratores e defensivos agrícolas. A operação foi deflagrada na manhã de quarta-feira, 28 para dar cumprimento a mandados de prisão temporária e de busca e apreensão domiciliar expedidos em desfavor dos principais suspeitos dos crimes. As investigações foram iniciadas em fevereiro passado, logo após um roubo ocorrido numa fazenda situada na zona rural de Ibiá. Os investigadores colheram vários indícios da participação de uma organização criminosa que atua em várias cidades de Minas Gerais, como Ibiá, Perdizes, Sacramento e Uberaba..



Com a finalidade de identificar o maior número de autores e integrantes da organização, a PC solicitou as prisões temporárias de 21 pessoas suspeitas de algum tipo de participação nos crimes que, após a manifestação do Ministério Público (MP), foram deferidas pela Justiça Pública da Comarca de Ibiá. Bem como foram expedidos 22 mandados de busca e apreensão domiciliar. Para dar cumprimento aos mandados, a PCMG deflagrou a operação Colheita Maldita, resultando na apreensão de vários celulares e demais objetos de interesse das investigações, além da prisão de quatro pessoas em Ibiá, três em Uberaba, seis em Sacramento, uma em Perdizes e duas em Patrocínio. Desde o início do ano, foram roubados e furtados na região cerca de 20 maquinários e diversos implementos agrícolas, dezenas de ferramentas elétricas e pneumáticas usadas no campo, além de um caminhão e quantidade expressiva de agrotóxicos. Estima-se que o prejuízo causado aos produtores rurais alcança R$ 2 milhões.  

O nome dado à operação advém do prejuízo acumulado na safra e colheita de soja e também ao mau resultado que alguns dos autores já tiveram com a prática dos ilícitos. Eles devem responder pelos crimes de roubo triplamente majorado, além de receptação e organização criminosa, dentre outros e, se condenados, podem pegar uma pena de mais de 20 anos de prisão. As investigações continuam no intuito de identificar outros participantes da organização, bem como prendê-los e recuperar a maior parte de bens possível. Cerca de 70 policiais civis, dentre delegados, investigadores e escrivães do Departamento de Uberaba, das delegacias Regional e Rural de Araxá e de Ibiá, Campos Altos, Sacramento, Perdizes, Nova Ponte, Conquista e Santa Juliana.


banner-clarim
Compartilhar no WhatsApp
Clarim
Radix Tecnologia